indicador de violência

SP reduz taxa de homicídios e furtos de veículos em abril

Os latrocínios e roubos a banco permaneceram estáveis na comparação com 2019.

policia-civil-derruba-monumento-as-vitimas-da-chacina-do-jacarezinho
No mês passado, a polícia efetuou 2.534 prisões e apreendeu 156 armas de fogo ilegais (Crédito: Canva Fotos)

O mês de abril no Estado de São Paulo apresentou redução significativa nas taxas de homicídios dolosos, estupros e furtos de cargas e veículos.  A análise leva em consideração os dados desse ano, em comparação com 2019, período pré-pandemia cujo cenário era semelhante ao atual.

Publicidade

No mês passado, o estado registrou 230 boletins de mortes intencionais, com 237 vítimas. Em abril de 2019, foram contabilizados 255 homicídios dolosos, com um total de 262 vítimas, com redução de 9,8% e 9,5%, respectivamente. Os totais atuais são os menores da série histórica, iniciada em 2001.

Nos estupros, a queda foi de 3,7%, passando de 1.018 registros em abril de 2019 para 980 ocorrências em igual mês deste ano. A queda é ratificada se analisado o quadrimestre. De janeiro a abril deste ano foram contabilizados 4.046 boletins de estupros, ante 4.062 em igual período de 2019.

Já o furto de veículos caiu 12,5% e 28,5%, respectivamente, em comparação com o mesmo período de 2019. O primeiro indicador passou de 7.782 para 6.813 e o segundo de 4.070 para 2.912. Nas duas situações, os totais são os menores da série, sem contar os registros dos anos de 2020 e 2021.

Dados da capital

A capital paulista, no mês de abril, também apresentou taxas menores de homicídios, estupros e furtos de veículos.

Publicidade

No mês passado foram registrados 45 boletins de mortes intencionais, com um total de 47 vítimas. Em abril de 2019 foram contabilizados 59 casos e vítimas, redução de 23,7% e 20,3%, respectivamente. Os dois totais são os menores da série histórica.

Em relação aos estupros, o recuo foi de 7,4% no quarto mês desse ano, em comparação com abril de 2019. O número passou de 229 para 212. Se comparados os primeiros quatro meses de 2022 com igual período de 2019, verifica-se uma redução de 9,2% – de 867 para 787.

Os furtos em geral tiveram queda de 1,6%, passando de 18.730 para 18.434, e os furtos de veículos recuaram 10,8%, passando de 3.274 para 2.919 – o menor total da série, sem levar em conta os anos de 2020 e 2021. A tendência de redução também se estendeu para os roubos em geral e de veículos. O primeiro caiu 1,2% – passou de 11.141 para 11.007 –  e o segundo recuou 35,7% – passou de 1.865 para 1.199 – o menor total da série, sem contar os registros dos anos de 2020 e 2021, quando a circulação diminuiu por causa da pandemia.

 

Publicidade