dinheiro suspeito

Três brasileiros são presos na Argentina com US$ 500 mil em avião privado

A aeronave é de uma empresa de Itapema, com sede no bairro Meia Praia.

tres-brasileiros-sao-presos-na-argentina-com-us-500-mil-em-aviao-privado
Imagem do avião apreendido (Créditos: Infobae/Reprodução)

Três brasileiros foram presos nesta sexta-feira (15) na Argentina em um avião privado. Dentro da aeronave foram apreendido cerca US$ 500 mil em espécie, o equivalente a quase R$ 3 milhões. Os malotes estavam escondidos no corpo de um dos tripulantes e embaixo dos bancos do avião.

Publicidade

A aeronave é de uma empresa de Itapema, com sede no bairro Meia Praia. Além de Itapema, tem empreendimentos em Balneário Camboriú, no litoral catarinense. A prisão ocorreu em uma operação aduaneira da Argentina, em conjunto com a Polícia de Segurança Aeroportuária (PSA) do Aeroporto Internacional Cataratas del Iguazú, na província de Misiones.

A prisão ocorreu em uma operação aduaneira da Argentina, em conjunto com a Polícia de Segurança Aeroportuária (PSA) do Aeroporto Internacional Cataratas del Iguazú, na província de Misiones.  O Ministério das Relações Exteriores informou que acompanha o caso.

Polícia de Segurança Aeroportuária identificou as notas escondidas no corpo de um dos tripulantes e na aeronave (Créditos: Reprodução/ND)

Segundo o Itamaraty, a situação é acompanhada por meio do Consulado em Puerto Iguazú. O ministério também “tem prestado a assistência cabível aos nacionais brasileiros, em conformidade com os tratados internacionais vigentes e com a legislação local”.

“Ressalte-se que, em observância ao direito à privacidade e ao disposto na Lei de Acesso à Informação e no decreto 7.724/2012, mais informações poderão ser repassadas somente mediante autorização dos envolvidos. Assim, o MRE não poderá fornecer dados específicos sobre casos individuais de assistência a brasileiros”, informou.

Publicidade

Publicidade