Eleições 2022

TSE rejeita novas propostas de militares para as eleições

O TSE negou três das sete sugestões feitas pelos militares, afirmando que as demais quatro sugestões já estão em prática.

tse-rejeita-novas-propostas-de-militares-para-as-eleicoes
Prédio do Tribunal Superior Eleitoral (Créditos: Reprodução/TSE)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta segunda-feira (9) que rejeitou as novas sugestões de militares das Forças Armadas sobre as eleições de 2022.

Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro (PL) segue proferindo ataques às urnas eletrônicas e promete contratar uma auditoria privada que pode, segundo ele, “complicar” o tribunal antes da eleição. O TSE negou três das sete sugestões feitas pelos militares, afirmando que as demais quatro sugestões já estão em prática, sem necessidade de alterações.

O ministro e presidente do tribunal, Edson Fachin, reafirmou que o pleito deste ano terá segurança. “A Justiça Eleitoral tem historicamente assegurado a realização de eleições íntegras em nosso país. O êxito e a credibilidade conquistados pela instituição nesta tarefa maior de promoção da democracia firmam esta Justiça especializada como verdadeiro patrimônio imaterial da sociedade brasileira”, afirmou Fachin.

Segundo a Folha de São Paulo, na última semana, Bolsonaro disse que o tribunal deveria “agradecer” ao Ministério da Defesa pelas propostas e “tomar providências”. Nesta segunda-feira, a equipe do TSE apontou que as Forças Armadas confundem “conceitos” e erram cálculos ao apontar risco de inconformidade em testes de integridades das urnas. Ainda, o tribunal repete que não há “sala secreta” de totalização de votos, um argumento utilizado, sem provas, pelo presidente Jair Bolsonaro, a fim de sugerir possível fraude.

 

Publicidade