Venezuelano é assassinado em SP por conta de dívida no aluguel

Durante a briga, o suspeito atirou contra o venezuelano e fugiu em seguida

venezuelano-e-assassinado-em-sp-por-conta-de-divida-no-aluguel
Marcelo Caraballo deixa a esposa, seus quatro filhos e um irmão que tem deficiência auditiva

O venezuelano de 21 anos, Marcelo Caraballo, foi assassinado em São Paulo durante briga por conta de uma dívida de aluguel no valor de R$ 100.

Publicidade

Segundo a polícia, o crime ocorreu por volta das 20h30 da última quinta-feira (3), na Rua Rio de Janeiro, no Jardim Oratório, em Mauá, na Grande SP.

De acordo com o boletim de ocorrência, policias militares foram acionados e tomaram conhecimento que o venezuelano e um homem de 41 anos estariam brigando por conta de uma dívida de aluguel. A vítima seria locatário do apartamento do assassino.

Durante a briga, o suspeito teria atirado contra o venezuelano e fugindo em seguida. O Samu foi acionado e constatou a morte no local.

Marcelo morava com a esposa, seus quatro filhos, a sogra, um irmão que tem deficiência auditiva e a avó da esposa. Todos são venezuelanos. A família morava no mesmo terreno onde vive o autor dos disparos e, após o crime, deixaram o local por medo. A família está em um lugar ainda em construção e necessita de colchões, cobertores e cômodas.

Publicidade

André Santos, do Movimento Antirracista Dandara, de Mauá, relacionou o assassinato do venezuelano com o caso de Moïse Kabagambe, congolês morto a pauladas no Rio de Janeiro por cobrar salários atrasados. “Os imigrantes são bastante alvos, vulneráveis a essas agressão, por falta de políticas públicas”, afirmou André.

Publicidade