Desafios

A Renault pensa em modelos elétricos

Bruno Vanel, diretor de desenvolvimento de produtos da marca de diamantes e membro do comitê de gestão da empresa, falou sobre vários planos da empresa francesa para a América Latina.

A Renault pensa em modelos elétricos
Os modelos elétricos são o futuro da indústria automobilística (Crédito: Harold Cunningham/Getty Images)

A Renault avança na sua estratégia de modelos elétricos para o ano de 2030, na qual se espera que cheguem à nossa região diferentes modelos já apresentados na Europa.

Publicidade

Para saber mais, conversamos com Bruno Vanel, diretor de desenvolvimento de produtos da marca losango e membro do comitê gestor da empresa.

Perante a eventual fabricação de um modelo totalmente eletrificado na região, o gestor disse: “a produção é muito precoce, porque não conseguimos encontrar um modelo de negócio. motores, baterias, etc.”

Ele também indicou que devemos pensar em como queremos enfrentar os próximos cinco a sete anos, com o objetivo de atingir quase zero emissões até 2030. Para isso, a tecnologia E-Tech (híbrida) será o primeiro passo, para então passar para os modelos cem por cento elétricos.

Sabendo que na América Latina as picapes têm uma aprovação muito alta, ele também foi questionado se há chance de ter uma picape totalmente elétrica. “Temos que pensar em todos os tipos de segmentos. Por que não? Este é apenas o primeiro passo que estamos considerando. Não vamos excluir nenhuma categoria”, respondeu Vanel.

Publicidade

O executivo também destacou os desafios que a Renault terá que passar ao longo desta década, juntamente com desenvolvimento de modelos elétricos. “São vários. Uma das coisas importantes é que eles têm apetite por sustentabilidade, por veículos elétricos, mas ao mesmo tempo temos que encontrar um equilíbrio favorável para encontrar os pontos mais relevantes dos produtos e viabilizar usuários a comprar um veículo elétrico”.

*Texto publicado originalmente no site Parabrisas, da Editora Perfil Argentina.

Publicidade