Ford Bronco com nome do Papa Francisco é leiloado

O produto da venda desta versão chamada Pope Francis Center First Edition irá ajudar os sem-teto em Detroit, nos EUA. Quanto foi pago por essa SUV?

Ford Bronco com nome do Papa Francisco é leiloado
(Crédito: Divulgação/ Ford)

Um Ford Bronco chamado Pope Francis Center First Edition (Papa Francisco Primeira Edição) foi vendido por US$ 500.000 em um leilão organizado pela empresa Barrett-Jackson em Scottsdale, Arizona, Estados Unidos. O dinheiro arrecadado será usado pelo referido centro para avançar na solução do problema dos sem-teto na cidade americana de Detroit.

Publicidade

Doado por David Fischer Jr., presidente e CEO da The Suburban Collection Holdings, esta versão única é uma interpretação moderna da primeira geração do modelo de 1966, lembrando o Papamóvel de João Paulo II em sua visita aos EUA em 1979.

A personalização do SUV de quatro portas aplicou uma pintura externa Wimbledon White que foi oferecida no Bronco de 1966, mas atualmente não está disponível na linha de modelos. As rodas Detroit Steel, também em Wimbledon White, apresentam um aro Rapid Red, a mesma cor apresentada na lateral da carroceria e nas listras do capô.

Já a grade e a parte superior do para-choque metálico dianteiro são prateadas. Além disso, o veículo conta com barra de luz no teto, luzes no pilar A e luzes que iluminam os pneus fornecidas pela Rigid, entre outros destaques.

No interior, há um painel de instrumentos pintado em Wimbledon White com detalhes nas saídas de ar, alças e a palavra Bronco em vermelho. Tanto os bancos quanto os painéis das portas são revestidos em vinil branco que contrasta com o acabamento preto dos bancos e do estofamento.

Publicidade

A marca oval disponibilizou um modelo Bronco 1980, especialmente modificado para a transferência de João Paulo II durante sua estada em solo norte-americano, entre 1º e 7 de outubro de 1979. O veículo tinha um compartimento traseiro a céu aberto que permitia ao Papa ficar de pé e cumprimentando seus seguidores. Após a visita do Sumo Pontífice, a propriedade do carro passou para as mãos do serviço secreto americano.

*Texto publicado originalmente no site Parabrisas, da Editora Perfil Argentina. 

Publicidade