Lada não pode continuar com sua produção na Rússia

As sanções que o país euroasiático recebeu atingiram duramente sua indústria automotiva

lada-nao-pode-continuar-com-sua-producao-na-russia
(Crédito: Divulgação/Lada)

Após a invasão da Ucrânia, a Rússia recebeu um grande número de sanções econômicas e financeiras da comunidade global. Muitas empresas decidiram suspender suas operações e diferentes áreas industriais foram afetadas.

Publicidade

Uma alta porcentagem de montadoras estrangeiras bateu a porta e deixou o país da Eurásia ou está momentaneamente fora do mercado, enquanto as empresas nacionais estão tentando descobrir como sobreviver.

A inflação também continua a bater forte e em menos de uma semana houve carros que aumentaram os seus respectivos preços em mais de 30 por cento. Com todo esse contexto como pano de fundo, agora uma das novidades das últimas horas foi a paralisação da produção dos modelos Lada, a mítica marca russa pertencente à fabricante AvtoVaz.

Acontece que mais de 20% das peças necessárias à fabricação, incluindo componentes eletrônicos, são importadas.

Assim, após liderar o mercado há mais de 50 anos, a empresa sofre um grande golpe, pois se encontra em uma situação bastante complicada para a substituição desses componentes, pois é necessária “assistência externa” sim ou sim.

Publicidade

Claramente, o icônico Niva, que já deve ter uma nova geração e pode até ser oferecido como Renault em nossa região, começa a escassear nas versões 0 km.

Os funcionários do terminal AutoVaz passarão a receber um salário parcial, enquanto os demais farão parte de um plano de redundância. Atualmente, a Lada possui uma participação de 21% dos carros novos no mercado russo.

*Texto publicado originalmente no site Parabrisas, da Editora Perfil Argentina.

Publicidade