Putin decretará sanções ao Ocidente

As sanções ao Ocidente chegam após 68 dias de confronto em solo ucraniano.

Putin decretará sanções ao Ocidente
A Rússia é uma das maiores produtoras de energia da Europa (Crédito: Matt Dunham – WPA Pool /Getty Images)

O presidente russo Vladimir Putin assinou hoje, terça-feira (3), um decreto que permitirá a imposição de sanções a países do Ocidente. Segundo o Kremlin, as sanções serão respostas às “ações hostis, que contradizem o direito internacional, por parte dos Estados Unidos da América, nações estrangeiras e instituições internacionais”. E completou dizendo que o Ocidente quis “privar ilegitimamente a Federação Russa, os seus cidadãos e suas entidades jurídicas do direito de propriedade”.

Publicidade

O Kremlin ainda não divulgou a lista de sancionados e terá dez dias para isso, conforme a resolução. De acordo com a agência russa de notícias Tass, a Rússia proibirá a exportação e a importação de produtos aos países sancionados. A lista também deve incluir pessoas físicas e jurídicas, e permitirá que os russos não cumpram compromissos já firmados.

As sanções ao Ocidente chegam após 68 dias de confronto em solo ucraniano.

Ao mesmo tempo, o bloco europeu prepara mais um rodada de sanções ao país de Putin. Será a sexta rodada de sanções europeias. Desta vez o que se prepara é um embargo ao petróleo russo e a seus bancos. Além deste bloco, a Rússia sofre com sanções impostas pelos Estados Unidos.

Publicidade