Rússia nega ataques contra civis

Sergey Lavrov afirma que “não houve ataques à infraestrutura civil”

russia-nega-ataques-contra-civis
Evidências sugerem o contrário (Créditos: Chris McGrath/Getty Images)

O Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, se pronunciou sobre os ataques contra civis durante a invasão russa da Ucrânia. “Ninguém vai atacar o povo da Ucrânia, disse ele durante uma coletiva de imprensa.

Publicidade

Além disso, disse à CNN que “não houve ataques à infraestrutura civil”. Entretanto, há relatos de prédios de apartamentos e jardins de infância sendo bombardeados, com civis mortos e foguetes encontrados em ruas residenciais, de acordo com a CNN.

Nesta sexta-feira (25), em comunicado divulgado à imprensa, a Anistia Internacional acusou as forças russas de “ataques indiscriminados a áreas civis e ataques a objetos protegidos, como hospitais”. No ataque de quinta-feira (24), a Anistia informou que um ataque próximo a um hospital em Vuhledar, no leste da região de Donetsk, matou quatro civis e feriu mais de dez.

Na região nordeste de Sumy, em Okhtyrka, um jardim de infância foi atingido por um bombardeio nesta sexta-feira (25). De acordo com o prefeito Pavel Kuzmenko, o bombardeio feriu várias crianças e foi realizado por um sistema russo de foguetes de lançamento múltiplo, chamado Uragan.

As informações em relação ao ataque no jardim de infância foram confirmadas pelo chefe da Administração Militar Regional de Sumy, Dmytro Zhivitsky. Ele afirmou que esse foi o terceiro bombardeio em Okhtyrka.

Publicidade

Na cidade oriental de Chuhuiv, um prédio de apartamentos foi atingido em um ataque na quinta-feira, 24. Agências de notícias como France-Presse e Anadolu divulgaram imagens de civis, moradores do prédio chorando entre os destroços do ataque.

Publicidade