Ucrânia admite que perdeu a cidade de Kherson

Localizada no sul do país, a cidade portuária possui 290 mil habitantes

ucrania-admite-que-perdeu-a-cidade-de-kherson
Soldados ucranianos (Créditos: Sean Gallup/Getty Images)

Na noite desta quarta-feira (2), as autoridades ucranianas confirmaram a captura da cidade de Kherson pelas forças militares russas. Localizada no sul do país, a cidade portuária possui 290 mil habitantes.

Publicidade

Ihor Kolykhayev, prefeito de Kherson, afirmou ter conversado com russos. O encontro teria ocorrido em um edifício da administração municipal. “Não tínhamos armas e não fomos agressivos”, afirmou Igor, de acordo com o portal G1. Além disso, declarou que os habitantes de Kherson devem seguir as instruções de “pessoas armadas que vieram para a administração da cidade”, apontando o domínio russo sob o local.

Através do Telegram, a chefe da administração regional, Guennady Lakhuta, declarou que “Os invasores estão em todas as partes da cidade e são muito perigosos”. Nesta quinta-feira (3), as delegações de Ucrânia e Rússia devem se reunir, novamente, em Belarus, para discussões e negociações, a fim de promover um possível cessar-fogo.

Entenda o conflito

Na última quinta-feira (24), Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.

Publicidade

“Quem tentar inferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na História”, afirmou Putin

Publicidade