Zelensky diz que soldados da Rússia ‘não são guerreiros’

As linhas de defesa da Ucrânia estão resistindo ao ataque russo, disse Vlodymyr Zelensky, presidente ucraniano em seu último vídeo, postado no Facebook nesta quinta-feira (3)

Zelensky diz que soldados da Rússia 'não são guerreiros'
Zelensky disse, “Não temos nada a perder além de nossa própria liberdade” (Créditos: Sean Gallup/Getty Images)

Vlodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, disse que os planos militares da Rússia foram “arruinados” pela resistência ucraniana, se retratou a invasão como sem direção, mesmo quando a Rússia capturou uma grande cidade pela primeira vez durante a guerra.

Publicidade

“Nossos soldados, nossos guardas de fronteira, nossa defesa territorial, até mesmo simples fazendeiros estão capturando soldados russos todos os dias, e todos eles estão dizendo a mesma coisa: eles não sabem por que estão aqui”, disse Zelensky. “Estes não são guerreiros de uma superpotência. São crianças confusas que foram usadas”.

Presidente ucraniano diz que vai cobrar Rússia por destruição na invasão, diz Zelensky

As linhas de defesa da Ucrânia estão resistindo ao ataque russo, disse Vlodymyr Zelensky, presidente ucraniano em seu último vídeo, postado no Facebook nesta quinta-feira (3), acrescentando que não teve trégua no bombardeio de Moscou à Ucrânia desde a meia-noite, no horário local.

Zelensky disse, “Não temos nada a perder além de nossa própria liberdade”, acrescentando que a Ucrânia está recebendo ajuda e suprimentos diários de armas de seus aliados internacionais. Ele disse que faz dois anos que a Ucrânia registrou seu primeiro caso de Covid-19: “Faz uma semana que outro vírus atacou”, disse ele sobre a invasão da Rússia.

Números da guerra

Mais de 2.000 civis da Ucrânia foram mortos até esta quarta-feira (2) durante a invasão da Rússia, de acordo com o Serviço de Emergência do Estado da Ucrânia. Há outras informações que circulam. A Missão de monitoramento de Direitos Humanos das Nações Unidas na Ucrânia disse que já registrou 725 baixas de civis na Ucrânia desde o começo do conflito.

Publicidade

De acordo com a agência de Direitos Humanos das Nações Unidas, os números eram outros, apesar da ponderação de que poderiam ser “muito maiores” de antemão. Neste levantamento, foi constatado que pelo menos 136 civis morreram, o que inclui 13 crianças, e 400 ficaram feridos.

De acordo com a CNN, o número de soldados mortos na guerra foi de 498, Segundo o Ministério da Defesa da Rússia. Há também outros 1.597 feridos até o momento. A Ucrânia, por outro lado, aponta 7.000 mortes de soldados russos.

“A invasão da Ucrânia pela Rússia obrigou mais de mil refugiados a fugir do país. O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky está pedindo ajuda internacional enquanto as tropas russas intensificam sua ofensiva bombardeando áreas residenciais enquanto os combates ferozes continuam.”

Publicidade