Zelensky recusa oferta dos EUA para sair do país

A informação foi divulgada pela embaixada da Ucrânia no Reino Unido neste sábado (26), através do Twitter

zelensky-recusa-oferta-dos-eua-para-sair-do-pais
Volodymyr Zelensky (Créditos: Stefanie Loos-Pool/Getty Images)

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky afirmou que “preciso de munição, não de carona”, ao recusar a oferta dos Estados Unidos de sua retirada da capital Kiev. A informação foi divulgada pela embaixada da Ucrânia no Reino Unido neste sábado (26), através do Twitter.

Publicidade

De acordo com a embaixada, o presidente disse aos Estados Unidos: “A luta está aqui. Preciso de munição, não de carona”. Além disso, o tweet acrescentou que “Os ucranianos estão orgulhosos de seu presidente”.

Segundo o portal CNN, o porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos da América, Ned Price, afirmou que Zelensky continua sendo um “alvo principal da agressão russa”, na noite de quinta-feira (24), durante a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Também na noite de quinta-feira, Volodymyr Zelensky disse que “de acordo com nossas informações, o inimigo me marcou como alvo número 1, e minha família – como alvo número 2. Eles querem destruir a Ucrânia politicamente destruindo o chefe de Estado. Temos informações de que grupos de sabotagem inimigos entraram em Kiev.”

Ao longo deste sábado (26), a batalha pelo controle de Kiev, capital da Ucrânia, se intensifica. De acordo o prefeito da capital Kiev, Vitaliy Klitschko, um prédio residencial de mais de 20 andares foi atingido por um míssil. Também foram relatadas fortes explosões a oeste e sul de Kiev na manhã deste sábado, pelas equipes da CNN norte-americana.

Publicidade