Preço dos combustíveis

Bolsonaro diz que está com acordo para comprar diesel da Rússia “quase certo”

Presidente já negociava a possibilidade com Vladimir Putin desde junho.

bolsonaro-pede-ao-tse-registro-de-candidatura-e-declara-ter-r-23-milhoes
Jair Bolsonaro (Créditos: Bruna Prado/Getty Images)

Em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada nesta segunda-feira (11), Jair Bolsonaro (PL) afirmou que um acordo para comprar diesel da Rússia está “quase certo”. A ação vem como mais uma medida de tentar reduzir os preços dos combustíveis no Brasil.

Publicidade

Agora está quase certo um acordo para comprarmos diesel bem mais barato da Rússia. A Petrobras, alguns lá, compravam bem mais caro“, disse o Presidente para seus apoiadores.

A negociação vem num momento em que a Rússia se encontra sancionada pelos Estados Unidos e União Europeia por causa dos conflitos na Ucrânia, sendo o bloco europeu o antigo maior comprador do combustível russo. Ao mesmo tempo em que o Brasil passa por um período de alta nos preços da gasolina e diesel.

Uma vez que medidas contra o aumento do preço da gasolina já foram tomadas com a desoneração do ICMS, a negociação de Bolsonaro para comprar diesel da Rússia vem como uma estratégia de reduzir também o preço desse combustível.

Essa não é a primeira vez que o Brasil resiste a pressão dos europeus e norte-americanos sobre negociar com a Rússia. Bolsonaro já acertou com a Rússia a garantia do fornecimento de fertilizantes para o Brasil.

Publicidade

Publicidade