Em 10ª alta seguida, Copom eleva Selic para 12,75%

É o maior patamar da taxa desde janeiro de 2017.

em-10a-alta-seguida-copom-eleva-selic-para-1275-ao-ano
Edifício-Sede do Banco Central em Brasília (Créditos: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) anunciou, nesta quarta-feira (4), nova alta de 1 ponto percentual na taxa básica de juros. Agora, a Selic passa de 11,75% para 12,75% ao ano.

Publicidade

Esse foi o décimo aumento consecutivo da Selic, que permaneceu no menor patamar histórico de 2% entre agosto de 2020 e março de 2021. É o maior patamar da taxa desde janeiro de 2017.

Com a decisão, o Copom dá continuidade a um ciclo de altas que se iniciou em março de 2021 para combater a inflação no país, que fechou em 10,06% no ano passado. Já as projeções para a inflação deste ano são de 7,89%.

No fim de março, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, disse que a inflação deveria atingir seu pico no mês de abril, começando a desacelerar nos meses seguintes. Porém, ele já havia estimado anteriormente que a inflação começaria a ceder no fim de 2021, o que não aconteceu.

Considerando que as decisões do Copom levam entre seis e 18 meses para ter impacto na atividade econômica, o aumento desta quarta (4) já direciona esforços para cumprimento da meta de 2023 e não mais deste ano. No próximo ano, o centro da meta está definido em 3,25% ao ano, com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Publicidade

Publicidade