Cléber Xavier diz que é hora de observar os adversários para Copa do Catar

Cléber Xavier destacou o fato de Sérvia, Suíça e Camarões viverem um momento de renovação, com a chegada de novos treinadores

O auxiliar técnico da seleção brasileira, Cléber Xavier, afirmou nesta sexta-feira (1), após o sorteio dos Grupos da primeira fase da Copa do Mundo, que é necessário observar o comportamento das equipes que caíram na chave do Brasil (Sérvia, Suíça e Camarões).

Publicidade

“Nós ainda temos um processo de evolução da nossa equipe nos jogos amistosos que ainda nos faltam, e paralelamente a isso a observação dessas equipes e o comportamento delas nas próximas partidas com seus treinadores novos. Essa é nossa sequência de trabalho”, declarou o auxiliar do técnico Tite em entrevista à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Cléber Xavier também destacou o fato de Sérvia, Suíça e Camarões viverem um momento de renovação, com a chegada de novos treinadores: “São três seleções com treinadores novos, sendo que Sérvia e Suíça se classificaram de forma invicta em chaves com Portugal e Itália. Camarões é a mais renovada delas, mas agora vamos nos aprofundar no estudo dos três times”.

Além disso, o auxiliar de Tite destacou os modelos de jogo dos adversários do Brasil na primeira fase da Copa do Catar: “São três equipes com desenhos táticos diferentes como padrão. A Suíça joga num 4-2-3-1, mesmo desenho que jogava em 2018, mas ainda vai ter jogos da Liga das Nações para evoluir na mão do técnico novo. A Sérvia já mostra um 3-5-2, também podendo crescer nos próximos meses, enquanto Camarões, que eliminou a forte Argélia, atua num 4-4-2”.

(Agência Brasil)

Publicidade