Copa Libertadores

Flamengo defende vantagem sobre Vélez por vaga na final

O Rubro-Negro está invicto e possui a melhor campanha desta Libertadores.

libertadores-flamengo-defende-vantagem-sobre-velez-por-vaga-na-final

O Flamengo pode, nesta quarta-feira (7), no Rio de Janeiro, chegar à terceira final de Libertadores em quatro temporadas. Para isso, terá de administrar a vantagem de 4 a 0 alcançada no primeiro jogo do confronto com o Vélez Sarsfield, no estádio José Amalfitani, em Buenos Aires (Argentina), há uma semana, pela semifinal. A bola rola às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã.

Publicidade

O Rubro-Negro está invicto e possui a melhor campanha desta Libertadores, com dez vitórias, um empate, 30 gols marcados (segundo ataque mais positivo) e sete sofridos. No mata-mata, a equipe carioca é ainda mais letal, tendo ganhado os cinco duelos que disputou, balançando as redes 15 vezes (assim como nas seis rodadas da primeira fase) e sendo vazada apenas uma, no 7 a 1 aplicado no Tolima (Colômbia), no Maracanã, pelas oitavas de final.

Com 11 gols, três anotados na goleada de semana passada contra o Vélez, Pedro é o artilheiro da competição, igualando os números do atacante Gabriel Barbosa, goleador do torneio em 2021. Desde 2000, um jogador não supera os 12 gols em uma mesma edição de Libertadores. Na ocasião, o ex-centroavante Luizão, então no Corinthians, marcou 15 gols.

Publicidade

No Flamengo estão fora os zagueiros Léo Pereira, David Luiz (ambos suspensos) e Rodrigo Caio e o atacante Bruno Henrique (contundidos). Além disso, dois atletas (Gabriel Barbosa e o volante Thiago Maia) estão pendurados, a um cartão amarelo de perderem a final, o que pode levar o técnico Dorival Júnior a mexer na equipe titular ou preservá-los durante o jogo, caso a vantagem do primeiro duelo esteja administrada.

A expectativa é que o Rubro-Negro atue com Santos; Rodinei, Fabrício Bruno, Pablo e Filipe Luís; João Gomes, Thiago Maia e Everton Ribeiro; Giorgian de Arrascaeta, Gabriel Barbosa e Pedro.

Tendo de ganhar por cinco gols de saldo para se classificar no tempo normal ou por quatro gols para igualar o placar agregado e levar a decisão aos pênaltis, o Vélez estará em campo pressionado. O El Fortín (como o time é conhecido) é o vice-lanterna do Campeonato Argentino e foi derrotado em casa pelo Newell’s Old Boys, por 1 a 0, no último sábado (3). O revés gerou protestos da torcida em frente à sede do clube, no bairro de Liniers, no domingo (4). A equipe não vence pelo torneio nacional há 13 rodadas.

Publicidade

O técnico Alexander “Cacique” Medina (ex-Internacional) não terá os zagueiros Diego Godín (tendinite) e Lautaro Gianetti (lesão de ligamento cruzado) e o meia Máximo Perrone (contusão no tórax e no pulmão). A provável formação nesta quarta deverá ter: Lucas Hoyos; Leonardo Jara, Matías de los Santos, Valentín Gómez e Francisco Ortega; Santiago Cáseres, Nícolas Garayalde, Luca Orellano e Lucas Janson; Walter Bou e Lucas Pratto.

A decisão da Libertadores será em 29 de outubro, no estádio Monumental de Guayaquil (Equador). O primeiro finalista é o Athletico-PR, que garantiu a vaga na última terça (5) após empatar com o Palmeiras por 2 a 2 no Allianz Parque.