Abuso de confiança, gestão fraudulenta e falsidade em títulos

Ex-presidentes da Fifa e da Uefa são absolvidos no caso de fraude

Michel Platini e Joseph Blatter, que podiam pegar até cinco anos de prisão, ouviram a decisão final do Tribunal Penal Federal nesta sexta-feira (8).

Michel Platini e Joseph Blatter são absolvidos no caso de fraude
Ex-presidentes da Uefa e Fifa, Michel Platini e Joseph Blatter (Crédito: Philipp Schmidli / Freelancer)

Michel Platini, ex-presidente da Uefa, e Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, foram absolvidos nesta sexta-feira (8) no caso de fraude. Ambos foram banidos do futebol desde 2015 e estavam sendo acusados pelo pagamento de US$ 2 milhões, aproximadamente R$ 10 milhões de reais, que Platini teria recebido por trabalho como consultor da Fifa entre 1998 e 2002, podendo pegar até cinco anos de prisão. 

Publicidade

O primeiro julgamento aconteceu nesta quarta-feira (6) e os dois estiveram presentes no tribunal. Platini, de 66 anos, esteve acompanhado de sua equipe jurídica, enquanto Blatter, de 86 anos, contava com a presença de sua filha e seu advogado. Os ex-presidentes estavam sendo investigados por abuso de confiança, gestão fraudulenta e falsidade em títulos. 

Os promotores federais responsáveis pelo caso afirmaram que Platini entregou à Fifa em 2011 uma “fatura fictícia” e tinha a autorização de Blatter. O caso repercutiu em 2015 e acabou encerrando o mandato de Blatter como presidente da Fifa e a campanha de Platini para sucedê-lo. Os dois foram expulsos pelo comitê de ética da Fifa por 8 anos.  

Em contrapartida, o Tribunal Penal Federal de Bellinzona não seguiu as recomendações da Promotoria e deu a causa ganha aos ex-presidentes da Fifa e da Uefa. “Um tribunal neutro constatou que nenhum crime foi cometido neste caso. Meu cliente está completamente absolvido e aliviado por isso”, disse Dominic Nellen, advogado de Michel Platini.

“Michel Platini e Sepp Blatter foram absolvidos pelos tribunais no caso do pagamento de 2 milhões de euros da FIFA ao ex-jogador francês“.

Publicidade

Publicidade