exame toxicológico

Congresso do Chile faz sorteio para realizar teste de drogas em deputados

Aqueles que forem barrados no teste terão que autorizar a quebra do sigilo bancário.

congresso-do-chile-faz-sorteio-para-realizar-teste-de-drogas-em-deputados
Câmara dos Deputados e Deputadas do Chile (Créditos: Divulgação/ Câmara dos Deputados)

O Congresso Nacional do Chile realizou nesta quarta-feira (17) um sorteio para escolher quais deputados passarão por um teste de drogas. O objetivo da ação é estabelecer maior transparência no trabalho parlamentar e eliminar qualquer relação da Câmara e as redes de tráfico de drogas do país.

Publicidade

Caso o parlamentar sorteado se recuse a realizar o teste, sem justificativa, ele será sancionado pela Comissão de Ética e Transparência da Câmara, de acordo com a CNN. Para a realização do exame, serão coletados fios de cabelo. Aqueles que testarem positivo, terão seus nomes divulgados.

Além disso, aqueles que forem barrados no teste terão que autorizar a quebra do sigilo bancário. Caso haja uma transação acima de 800 UF, o valor deverá ser justificado. Se não for possível, os dados serão encaminhados à  Comissão de Ética e Transparência da Câmara ou ao Ministério Público.

A previsão da Câmara é de que os deputados passem pelo teste toxicológico duas vezes, durante os quatro anos de sua legislatura. Nesta primeira ação, foram sorteados 78 deputados. Além do controle para inibir uso indevido de intorpecentes, serão criadas ações de prevenção, para todas as pessoas que trabalham na corporação. A Câmara  também promoverá uma política de reabilitação, se necessário. Em sua rede social, a deputada Ximena Ossandón compartilhou o início dos testes de drogas nos parlamentares em exercício.

Publicidade