TENSÃO NA FRONTEIRA

Coreia do Norte lança mais 600 balões de lixo, diz Coreia do Sul

Ministro da Defesa sul-coreano afirmou durante uma reunião com o secretário da Defesa dos EUA que a ação “viola o acordo de armistício”

Coreia do Norte lança mais 600 balões de lixo pela fronteira, diz Coreia do Sul
Coreia do Norte lança mais 600 balões de lixo pela fronteira – Créditos: Reprodução

A Coreia do Norte enviou cerca de 600 balões carregados de lixo para a Coreia do Sul durante a noite, informou Seul neste domingo (2). Os balões continham pontas de cigarro, tecidos, resíduos de papel e plástico, e foram encontrados por toda a capital sul-coreana, conforme relatou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul.

Publicidade

Os militares estão monitorando o ponto de partida dos balões e realizando reconhecimento aéreo para localizar e recolhe-los.

Guerra do lixo

Na quarta-feira (29), a Coreia do Norte enviou centenas de balões com lixo e excrementos através da fronteira, chamando-os de “presentes de sinceridade”. Seul reagiu com indignação, classificando a ação como perigosa. Os militares informaram que encontraram resíduos como garrafas plásticas, baterias, peças de calçados e fezes.

Segundo a CNN, o ministro da Defesa da Coreia do Sul, Shin Won-sik, afirmou durante uma reunião com o secretário da Defesa dos EUA, Lloyd Austin, em Singapura, que os balões violaram o acordo de armistício. Ambos reafirmaram uma resposta coordenada a quaisquer ameaças e provocações norte-coreanas com base na aliança de defesa Coreia do Sul-EUA.

Alertas de emergência foram emitidos nas províncias de North Gyeongsang e Gangwon e em partes de Seul, aconselhando as pessoas a não entrarem em contato com os balões e a informarem a polícia.

Publicidade

O comitê permanente do Conselho de Segurança Nacional da Coreia do Sul se reunirá hoje para discutir a possibilidade de retomar o uso de alto-falantes na fronteira com a Coreia do Norte em resposta aos balões de lixo. A Coreia do Sul havia parado de fazer propaganda através da fronteira em 2018, após uma reunião de cúpula com o líder norte-coreano Kim Jong Un.

Publicidade

Balões com k-pop

As autoridades acreditam que o envio de balões pela Coreia do Norte seja uma retaliação a ações semelhantes realizadas por ativistas sul-coreanos e desertores norte-coreanos.

Nos últimos anos, críticos do regime de Kim Jong-un enviaram balões para o país com panfletos negativos sobre o governo, além de cartões de memória com músicas de k-pop.

A Coreia do Sul desmotivou essas práticas, argumentando que não contribuem para a paz, e chegou a aprovar uma lei proibindo o lançamento em 2021, que foi posteriormente derrubada pela Suprema Corte por violar a liberdade de expressão.

Publicidade

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.