Depois de renunciar, primeira-ministra da Suécia é eleita novamente

Magdalena Andersson é a primeira mulher a ocupar o cargo político mais importante do país

depois-de-renunciar-primeira-ministra-da-suecia-e-eleita-novamente
Primeira Ministra da Suécia, Magdalena Andersson (Crédito: Photo by Michael Campanella/Getty Images)

O Parlamento da Suécia elegeu novamente Magdalena Andersson para o cargo de primeira-ministra, dias depois dela renunciar. Andersson, havia afirmado que não queria liderar um poder cuja legitimidade estava em questão. Depois de renunciar, ela é a primeira-ministra mulher da Suécia eleita novamente a ocupar o cargo político mais importante do país.

Publicidade

Na semana passada, Andersson tinha sido escolhida para ser ministra, porém renunciou horas depois, visto que sua proposta de orçamento teria sido derrotada pelo partido de oposição. “Há uma prática constitucional segundo a qual um governo de coalizão renuncia quando um partido sai. Não quero liderar um governo cuja legitimidade esteja em questão.” Além disso, Andersson havia dito que esperava ser reconduzida como primeira-ministra à frente de um “governo social-democrata de partido único”.

Magdalena Andersson, foi novamente nomeada e pretende fazer um governo minoritário, composto pelo seu próprio partido como já era programado. Ela assumirá oficialmente o cargo depois de uma reunião nesta, terça-feira (30). A primeira-ministra foi nomeada por meio de uma votação no Parlamento da Suécia.

Andersson, substituirá Stefan Löfven, que deixou o cargo de primeiro-ministro do país e líder do partido socialdemocrata no início deste mês, que de momento lidera um governo interino. Löfven governou com o intuito de ganhar apoio de partidos de esquerda e do centro no parlamento. O partido de centro foi quem na semana passada desistiu de apoiar o orçamento de Andersson.

De acordo com à CNN, após a nova votação na segunda-feira (29), os socialdemocratas suecos tuitaram: “Vamos quebrar a segregação e repelir a violência, criar os empregos verdes do futuro, liderando as mudanças climáticas e recuperando bem-estar (social). Liderados por Magdalena Andersson – nossa primeira- ministra!”

Publicidade

Eva Magdalena Andersson é uma economista e política sueca do Partido Social-Democrata. Além de ter sido eleita a primeira-ministra mulher, ela teve o menor tempo de cargo por renunciar no mesmo dia. Andersson, foi porta voz de assuntos econômicos de partido desde 2012.

As expectativas dela já era poder liderar um governo minoritário composto apenas por socialdemocratas. Atualmente, mesmo depois de sua renúncia foi eleita novamente e assume o cargo de primeira-ministra.