Ação Diplomática

EUA propõe troca entre traficante de armas russo e Brittney Griner, atleta da WNBA

Vencedora de duas medalhas de ouro olímpicas, Griner tem 31 anos e foi detida por portar cannabis.

EUA propõe troca entre traficante de armas russo e atleta da WNBA
No início de julho, Brittney Griner (foto) confessou o porte da droga (Crédito: Kevin C. Cox/Getty Images)

O governo dos Estados Unidos, liderado pelo presidente Joe Biden, propôs uma troca para libertar a atleta da WNBA, Brittney Griner, presa na Rússia por porte ilegal de cannabis. Os EUA ofereceram um traficante de armas russo, condenado a 25 anos de prisão no país, em troca da atleta.

Publicidade

A ideia ganhou o apoio de Biden e deseja trocar Viktor Bout, o traficante de armas, pela atleta Brittney Griner e pelo ex-militar Paul Whelan, ambos detidos no país do presidente Vladimir Putin. As informações são da rede de notícias CNN.

“Comunicamos uma oferta substancial que acreditamos que poderia ser bem-sucedida com base em um histórico de conversas com os russos. Enviamos isso algumas semanas atrás, em junho. Começamos todas as negociações para trazer americanos reféns ou detidos injustamente para casa”, teria declarado o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, para a CNN nesta quarta-feira (27).

Vencedora de duas medalhas de ouro olímpicas, Griner tem 31 anos e foi detida por portar um vaper que continha cannabis. De acordo com a lei russa, a punição por tal infração pode chegar a até 10 anos de prisão. Paul Whelan foi detido em 2018 por suposta espionagem. O ex-militar nega a acusação.

 

Publicidade