Conflito Rússia X Ucrânia

França e Alemanha pressionam Putin para cessar-fogo

O escritório presidencial francês, o Palácio do Eliseu, disse que a solução para a guerra deve ser entre Moscou e Kiev.

franca-e-alemanha-pressionam-putin-para-cessar-fogo
Presidente da Rússia, Vladimir Putin (Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

Líderes da França e da Alemanha pressionam o presidente Vladimir Putin para um cessar-fogo durante uma ligação, neste sábado (28), conforme informaram autoridades alemãs. A conversa entre o chanceler alemão Olaf Scholz e o presidente francês Emmanuel Macron durou 80 minutos, segundo a assessoria de imprensa do governo alemão.

Publicidade

“A chanceler alemã e o presidente francês pediram um cessar-fogo imediato e a retirada das tropas russas. Eles pediram ao presidente russo que se envolvesse em sérias negociações diretas com o presidente ucraniano e encontrasse uma solução diplomática para o conflito”, disse o comunicado do governo alemão, de acordo com informações da CNN.

Na ligação entre Macron e Scholz eles também pediram para que cerca de 2.500 defensores de Azovstal fossem libertados. Além disso, os líderes pediram para que Putin suspenda o bloqueio de Odesa para permitir a exportação de grãos ucranianos através do Mar Negro, para evitar uma crise alimentar mundial, segundo o comunicado. O escritório presidencial francês, o Palácio do Eliseu, disse que a solução para a guerra deve ser entre Moscou e Kiev.

“Com o chanceler Olaf Scholz, conversamos hoje por telefone com o presidente Vladimir Putin.
Qualquer solução para a guerra deve ser negociada entre Moscou e Kyiv, com o devido respeito pela soberania e integridade territorial da Ucrânia.”

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu a Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Um dos motivos desta invasão é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

Publicidade

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente, sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

 

Publicidade