funcionamento do cérebro

Grécia: onda de calor extremo pode ter causado desaparecimentos de turistas

Cientistas afirmam que o que está acontecendo é um alerta sobre os efeitos das altas temperaturas no corpo, podendo causar confusão, afetar a tomada de decisões e a percepção de risco

Com a recente onda de calor extremo atingindo marcações acima dos 40ºC, tragédias foram registradas envolvendo turistas na Grécia.
Grécia registra picos de temperatura neste verão – Crédito: Canva

Com a recente onda de calor extremo atingindo marcações acima dos 40ºC, tragédias foram registradas envolvendo turistas na Grécia, incluindo a morte do médico Michael Mosley. Conhecido como um apresentador de televisão do Reino Unido, ele foi encontrado morto no início deste mês, após caminhar sob temperaturas escaldantes na ilha grega de Simi.

Publicidade

O fato ocorre em um período do ano tradicionalmente escolhido por muitos para explorar as belezas naturais das ilhas gregas. Porém, as elevadas temperaturas estão provando ser fatais para aqueles que desconsideram os riscos.

Publicidade

No último sábado (15), um turista holandês foi encontrado morto na ilha de Samos. No domingo, o corpo de um turista americano foi descoberto em Mathraki, uma pequena ilha situada a oeste de Corfu. Albert Calibet, também americano, está desaparecido desde que saiu para uma caminhada em Amorgos, no dia 11 de junho. Além disso, duas turistas francesas desapareceram em Sikinos após um passeio.

Os corpos dos falecidos ainda estão sob análise para determinar a causa exata da morte. Entretanto, cientistas afirmam que o que está acontecendo na Grécia é um alerta sobre os efeitos do calor extremo no corpo, especialmente no cérebro, podendo causar confusão, afetar a tomada de decisões e a percepção de risco.

Quais os impactos do calor extremo no corpo humano?

Os efeitos do calor extremo são mais penetrantes do que muitos podem imaginar, afetando diretamente o cérebro e, consequentemente, a capacidade funcional do corpo. Damian Bailey, professor de fisiologia e bioquímica da Universidade de Gales do Sul, pontuou à CNN que o hipotálamo, responsável pela regulação da temperatura corporal, pode falhar sob condições extremas. Tal falha desencadeia uma cadeia de eventos no corpo, diminuindo o fluxo sanguíneo cerebral e comprometendo a hidratação corporal.

Publicidade

Como as altas temperaturas afetam a tomada de decisões?

O calor intenso pode perturbar significativamente a atividade cerebral. Kim Meidenbauer, neurocientista da Universidade Estadual de Washington, alertou também ao jornal que a exposição a altas temperaturas desequilibra as redes cerebrais essenciais para o raciocínio claro, afetando a qualidade das decisões tomadas por uma pessoa. Esse cenário é extremamente perigoso para turistas explorando locais desconhecidos, onde uma decisão precisa e consciente pode significar a diferença entre uma experiência agradável e uma situação de risco de vida.

Prevenção e medidas de segurança contra o calor extremo

Tanto residentes quanto visitantes devem estar extremamente atentos às condições climáticas, especialmente durante períodos de alerta de onda de calor. Além de seguir as recomendações de especialistas para evitar insolação e desidratação, é fundamental estar ciente de que mesmo atividades rotineiras e aparentemente inofensivas podem portar um grande risco sob condições extremas.

Publicidade
Siga a gente no Google Notícias

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.