Covid-19

Lockdown por Covid-19 em Xangai vai para 4ª semana

No fim de semana, as autoridades da cidade de Xangai isolaram as entradas de blocos habitacionais e chegaram a fechar ruas inteiras, com cercas de malha de arame, com dois metros de altura.

lockdown-por-covid-19-em-xangai-vai-para-4a-semana
Xangai, China (Créditos: Hu Chengwei/Getty Images)

O lockdown por Covid-19 em Xangai, na China, chega a sua quarta semana nesta segunda-feira (25). Pedidos para testes em massa em Pequim provocam temores de que a capital possa ter um destino semelhante a de Xangai.

Publicidade

As autoridades da cidade afirmaram que reservariam as restrições mais severas para o controle do vírus para áreas menores, em torno dos casos confirmados. Essa declaração aumenta a esperança de milhares de pessoas que atualmente vivem em bairros estritamente em quarentena, segundo a CNN.

Qi Keping, vice-chefe do distrito comercial de Yangpu, afirmou em uma coletiva de imprensa que “Cada complexo, cada portão, cada porta deve ser rigorosamente gerenciado”. Ainda, disse que com a nova abordagem mais direcionada seria “melhor alcançar resultados diferenciados”. 

Os 3,45 milhões de moradores de Pequim que vivem ou trabalham no distrito de Chaoyang foram obrigados a fazer três testes esta semana, pois as autoridades apontaram que o vírus havia se infiltrado na cidade sem ser detectado na semana anterior. Com medo das restrições semelhantes as de Xangai, muitas pessoas passaram a estocar alimentos, papel higiênico e itens básicos.

No fim de semana, as autoridades da cidade de Xangai isolaram as entradas de blocos habitacionais e chegaram a fechar ruas inteiras, com cercas de malha de arame, com dois metros de altura. Moradores protestaram contra a ação em suas varandas.

Publicidade

Publicidade