Conflito Rússia X Ucrânia

Militares da Ucrânia destroem posto de comando russo em Kherson

O centro de comando russo estava localizado perto de um local de confrontos ativos entre as duas forças.

militares-da-ucrania-destroem-posto-de-comando-russo-em-kherson
A guerra na Ucrânia acontece desde o dia 24 de fevereiro (Crédito: Joe Raedle/Getty Images)

Os militares da Ucrânia afirmaram neste sábado (23) que destruíram um posto de comando russo na região sul de Kherson, que está sob controle russo desde os primeiros dias da guerra.

Publicidade

A agência de inteligência do Ministério da Defesa ucraniano disse em comunicado que o centro de comando russo estava localizado perto de um local de confrontos ativos entre as duas forças e dois oficiais russos de alto escalão estavam presentes no momento do ataque.

A alegação não pôde ser verificada de forma independente e não houve comentários imediatos dos militares da Rússia, que raramente reconhecem contratempos no campo de batalha.

Em um comunicado separado, Oleksiy Arestovych, um ex-oficial de inteligência militar ucraniano que agora é conselheiro do gabinete do presidente ucraniano, disse que cerca de 50 oficiais russos seniores estavam no centro de comando no momento do ataque.

“O destino deles é desconhecido, mas acho que deve ser miserável”, disse ele em entrevista a um conhecido ativista russo de direitos humanos. Os militares ucranianos alegaram mais tarde que dois generais russos foram mortos e outro gravemente ferido e teve que ser evacuado.

Publicidade

Enquanto os combates acontecem no leste da Ucrânia, a Rússia tem procurado solidificar seu controle no sul.

A cidade portuária de Kherson no Mar Negro foi o primeiro grande centro urbano a cair para as forças russas após sua invasão. Situado ao norte da península da Crimeia, anexada à Rússia, Kherson tem sido fundamental no esforço mais amplo de Moscou para controlar o território no sul. É um elo vital na cadeia logística da Rússia que se estende até a Crimeia, permitindo o movimento de artilharia pesada e equipamentos para o sul da Ucrânia por via férrea.

Nas primeiras semanas da guerra, a Rússia usou Kherson como trampolim em sua investida em direção a Odesa. Essa ofensiva foi finalmente interrompida pela forte resistência ucraniana na cidade de Mykolaiv.

Publicidade

Depois de deter o avanço russo, os ucranianos realizaram vários contra-ataques e recuperaram algumas aldeias da região. Mas, a Rússia vem fortalecendo suas posições.

O presidente Voldymyr Zelensky da Ucrânia e outros funcionários de seu governo alegaram que a Rússia está se preparando para realizar um “referendo” para criar uma “República Popular de Kherson”.

Moscou usou uma tática semelhante com um referendo disputado na Crimeia, que invadiu em 2015 e posteriormente anexou.

Publicidade

“Quero dizer imediatamente: qualquer ‘República Popular de Kherson’ não vai voar”, disse Zelensky no início desta semana.

*Por – Marc Santora — The New York Times

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Perfil Brasil

Publicidade