“O tempo está se esgotando”, alerta Papa Francisco na COP26

Cúpula do Clima, COP26, vai até esta sexta-feira (12) com metas para combater as mudanças climáticas

Meta do clima ‘respira por aparelhos’ e ‘o tempo está se esgotando’, alertam chefe da ONU e Papa Francisco na COP26
“Até o último momento, a esperança deve ser mantida.”, afirma Guterres (Créditos: China Photos/ Getty Images)

O secretário-geral da ONU, António Guterres, e o Papa Francisco fizeram declarações de alerta sobre as mudanças climáticas no penúltimo dia de negociações da Conferência das Nações Unidas sobre o clima, a COP26. O evento acontece em Glasgow, na Escócia, vai até esta sexta-feira (12) e reúne quase 200 países para definir medidas de combate ao aquecimento global.

Publicidade

Guterres alertou na COP26, nesta quinta-feira (11), que a meta de limitar o aquecimento global a 1,5ºC até 2100 corre riscos, mas ainda é possível com as negociações em Glasgow. “Ainda está ao alcance, mas respira por aparelhos”, afirmou o secretário-geral. Desde a Revolução Industrial, a Terra já aqueceu 1,1ºC.

Em entrevista à agência de notícias americana Associated Press, ele declarou que as negociações “estão em um momento crucial” e a Cúpula do Clima precisa garantir que os acordos sejam realizados e não só apoiados momentaneamente pelas nações participantes.

“Até o último momento, a esperança deve ser mantida. É o momento de chegar a um acordo aumentando a ambição em todas as áreas: mitigação, adaptação e financiamento de forma equilibrada”, ressaltou Guterres.

Entre os últimos dias da COP26, foram lançados novos rascunhos de documentos sobre a regulamentação da cooperação internacional para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, incluindo a proposta do novo mercado de carbono. Também havia novas propostas contendo opções para avaliar e rastrear ajuda financeira para países em desenvolvimento, de acordo com o portal de notícias g1.

Publicidade

Alerta do Papa Francisco

Em uma carta divulgada pelo Vaticano no dia 9, o Papa Francisco também alertou para a COP26 que “o tempo está se esgotando” para salvar o planeta.

O Pontífice também lamentou não ter podido participar da COP26. No fim de outubro, ele havia lembrado “aos que tomam as decisões políticas” que estavam “convocados em caráter de urgência a apresentar respostas eficazes à crise ecológica atual”.

“Imploremos os dons de sabedoria e força de Deus para aqueles que têm a responsabilidade de guiar a comunidade internacional enquanto procuram enfrentar este grave desafio com decisões concretas, inspiradas na responsabilidade para com as gerações presentes e futuras. O tempo está se esgotando; esta ocasião não deve ser desperdiçada, para que não tenhamos que enfrentar o julgamento de Deus por nossa falha em ser administradores fiéis do mundo que ele confiou aos nossos cuidados”, declarou o Papa em carta oficial. 

Publicidade

“COP26 | Atualização diária

Leio o comunicado diário #COP26, de hoje, do Presidente à Cúpula.

11 de novembro”

Publicidade