tribunal europeu

Pais de Madeleine McCann tem parecer contrário em Tribunal de Direitos Humanos

O casal moveu uma ação contra um ex-policial, que trabalhou na investigação do desaparecimento de Madaleine, por difamação.

pais-de-madeleine-mccann-tem-parecer-contrario-no-tribunal-de-direitos-humanos
Kate e Garry McCann, pais de Madeleine (Créditos: Getty Images)

O Tribunal Europeu de Direitos Humanos deu parecer contrário aos pais de Madeleine McCann, nesta terça-feira (20). O tribunal indica que Portugal promoveu uma audiência justa em sua batalha judicial por difamação contra um ex-policial.

Publicidade

Gonçalo Amaral, então agente de polícia que trabalhou na investigação do desaparecimento de Madeleine em 2007, sugeriu em seu livro “A Verdade da Mentira”, que os pais da menina, Kate e Gerry McCann, estiveram envolvidos com o caso.

Madeleine McCann tinha 3 anos de idade quando desapareceu de seu quarto no apartamento em que sua família estava hospedada no resort Praia da Luz, em Portugal, em 3 de maio de 2007. Na ocasião, seus pais comiam com amigos em um restaurante próximo ao hotel.

Kate e Garry McCann foram interrogados pela polícia, enquanto suspeitos formais, em setembro de 2007. No entento, em julho de 2008, a polícia de Portugal desistiu da investigação por falta de provas e absolveu o casal de qualquer envolvimento. A criança nunca foi encontrada.

Publicidade