atirador matou 19 crianças

Papa critica comércio de armas após massacre no Texas

O líder religioso ainda disse estar com o ”coração partido” após o ataque.

papa-critica-comercio-de-armas-nos-eua-apos-massacre-no-texas
Papa Francisco (Crédito: Michael Campanella/ Getty Images)

O papa Francisco afirmou nesta quarta-feira (25) que está com o ”coração partido” após um atirador matar 21 pessoas em uma escola fundamental no Texas. O líder religioso ainda criticou a venda ”sem controle” de armas nos Estados Unidos.

Publicidade

“Tenho o coração partido por este massacre cometido em uma escola do ensino fundamental do Texas. Rezo pelas crianças e pelos adultos mortos e por suas famílias. É hora de dizer ‘basta’ ao tráfico sem controle de armas”. 

Detalhes do massacre

Um adolescente de 18 anos, identificado como Salvador Ramos, matou na terça-feira (24) 19 crianças e dois professores em uma escola de Uvalde, uma pequena localidade do Texas, perto da fronteira com o México.

Pessoas próximas ao atirador disseram à imprensa dos EUA que ele teve uma adolescência marcada por bullying e problemas familiares. Na escola, era alvo de provocações por ser gago, o que o deixava revoltado e sem vontade de estudar.

Segundo a polícia, antes de atacar a escola, Ramos também atirou contra a própria avó, que foi atingida na testa. A idosa deve passar por cirurgia nesta quarta-feira (25).

Publicidade

O caso gerou revolta nos EUA e mais pedidos por medidas firmes para evitar novos massacres. Na noite de terça, o presidente Joe Biden usou o ocorrido para voltar a criticar o lobby pró-armas no país e a defender o controle no acesso a armamentos. “Estou cansado disso. Por que estamos dispostos a viver com essa carnificina? Por que continuamos deixando isso acontecer?”, questionou.

Publicidade