Tiroteio em escola

Biden pede que país enfrente ‘lobby das armas’, após tiroteio no Texas

O crime ocorreu em uma escola e até o momento foi constatada a morte de 21 pessoas. Entre elas 19 crianças e dois adultos.

biden-pede-que-pais-enfrente-lobby-das-armas-apos-tiroteio-no-texas
Joe Biden (Créditos: Sean Rayford/Getty Images)

Um tiroteio em uma escola do Texas, Estados Unidos, nesta terça-feira (24) deixou ao menos 21 pessoas mortas, sendo 19 crianças e dois adultos. Em pronunciamento feito na Casa Branca, o presidente americano Joe Biden pediu o enfrentamento ao “lobby das armas”.

Publicidade

“Quando, pelo amor de Deus, iremos enfrentar o lobby das armas? Temos que deixar claro para todos os congressistas deste país: é hora de agir”, disse Biden. De acordo com o Uol, o presidente foi avisado do ocorrido quando retornava de uma viagem diplomática pela Ásia.

“Não me digam que não podemos ter um impacto sobre essa carnificina”, afirmou o líder americano, sobre as mortes por armas de fogo nos Estados Unidos. Ele pediu para “transformar dor em ação”, para uma maior regulamentação das armas. “As fabricantes de armas passaram duas décadas promovendo agressivamente as armas de assalto, que lhes proporcionam os maiores lucros”, denunciou Biden.

A vice-presidente do país, Kamala Harris, afirmou que “toda vez que uma tragédia como essa acontece, nosso coração parte, mas, ainda assim, continua acontecendo. Já chega”. O presidente complementou dizendo que,  “Como uma nação, nós temos que ter coragem de agir e entender o que faz sentido em uma política pública razoável e sensível para assegurarmos, de alguma forma, que isso não aconteça nunca mais”.

Publicidade