Secretário de Defesa do Reino Unido afirma que invasão russa está empacada

Ben Wallace afirma que as forças militares russas não conseguem acessar a região norte da Ucrânia.

reino-unido-afirma-que-invasao-russa-esta-empacada
O secretário de Estado da Defesa, Ben Wallace, deixa Downing Street depois de participar de uma reunião semanal do gabinete em 8 de março de 2022 em Londres, Inglaterra. (Crédito: Hollie Adams/Getty Images)

Autoridades do Reino Unido têm afirmado que as perdas russas na invasão da Ucrânia têm sido significativas. Isso estaria empacando o avanço dos militares russos. Até o momento, os russos fizeram um único balanço de perdas: afirmaram que cerca de 500 militares morreram. A Ucrânia afirma que o número é de 11 mil.

Publicidade

”As forças militares russas estão desesperadas e vão ser mais brutais na invasão”, disse o secretário de Defesa do Reino Unido, Ben Wallace. Segundo Wallace, a Rússia não está avançando, e a coluna no norte da Ucrânia está praticamente emperrada.

Morte de general russo

O Ministério da Defesa da Ucrânia disse na última segunda-feira que o general russo Vitaly Gerasimov, foi morto por forças ucranianas. Ele era vice-comandante do 41º Exército do Distrito Militar Central da Rússia e teria morrido em combates na cidade de Kharkiv, próxima a fronteira da Rússia. 

A inteligência ucraniana diz que Gerasimov participou da guerra da Chechênia e da operação militar russa na Síria. Ele também teria recebido uma medalha “pelo retorno da Crimeia” à Rússia.

A BBC News disse que não conseguiu confirmar de maneira independente as alegações dos ucranianos. Os russos também não comentaram.

Publicidade

“A inteligência militar da Ucrânia informou que durante os combates perto de Kharkiv, o general russo Vitaly Gerasimov, oficial executivo e 1º vice-comandante do 41º Exército do Distrito Militar Central da Rússia, foi morto.”

Publicidade