líder da oposição russa

Rússia confirma nove anos de prisão a Navalny, que chama Putin de ‘ladrão louco’ ao vivo

O opositor russo, que foi envenenado em 2020, está detido em um campo prisional perto de Moscou.

russia-confirma-nove-anos-de-prisao-a-navalny-que-chama-putin-de-ladrao-louco-ao-vivo
Cerca de 2.500 apoiadores do político de oposição russo Alexei Navalny marcham em protesto pedindo sua libertação da prisão em Moscou em 23 de janeiro de 2021 em Berlim, Alemanha (Crédito: Omer Messinger/Getty Images)

A Justiça da Rússia confirmou nesta terça-feira (24) a condenação de nove anos do principal opositor e crítico de Vladmir Putin, Alexei Navalny, por ”fraude” e ”desacato”. A confirmação foi feita durante julgamento do recurso apresentado pela defesa de Navalny.

Publicidade

Em reação a confirmação da sentença, Navalny, que acompanhava o caso por chamada de vídeo, chamou Putin de um comandante “louco” de um governo “de ladrões e criminosos” e autor de “uma guerra esútpida”, em uma rara manifestação pública de protesto no país. A Rússia considera crime criticar o que chama de operação militar especial na Ucrânia, e a imprensa do país é proibida de noticiar sobre a guerra.

“Um homem louco colocou seus palhaços na Ucrânia e eu não sei o que ele pretende com isso, esse ladrão maluco. Essa guerra é estúpida e construída sobre mentiras”, declarou Navalny, ao vivo.

Na analise do recurso, a Justiça russa também decidiu que Navalny é culpado por ter desviado cerca de R$ 23 milhões em doações para as organizações que lidera. Uma delas é a fundação do opositor, que, entre outra atividades, realizava protestos frequentes contra o Kremlin. 

Navalny já está preso em um campo prisional perto de Moscou por outro processo pelo qual foi acusado por violações de condicional, após ter ido à Alemanha para se curar de um envenenamento em 2020. Na ocasião, ele foi transferido de um hospital na Rússia para outro em Berlim, onde passou vários meses em tratamento.

Publicidade

Publicidade