Infecção Rara

Brasileiro é primeiro caso de varíola dos macacos na Alemanha

O paciente teria apresentado erupções cutâneas, um dos sintomas característicos da doença.

brasileiro-e-primeiro-caso-de-variola-dos-macacos-na-alemanha
 Os sintomas desaparecem entre 14 e 21 dias após a infecção, mas há a possibilidade de casos mais graves (Crédito: Canva)

O Instituto de Microbiologia da Bundeswehr informou nesta sexta-feira (20) as Forças Armadas alemãs, que a Alemanha registrou seu primeiro caso de varíola de macacos em um brasileiro, de 26 anos. O vírus foi detectado na quinta-feira (19) e o paciente está isolado em uma clínica, de acordo com informações do g1.

Publicidade

O homem iniciou sua viagem em Portugal, passou pela Espanha, e estava há uma semana em Munique, no sul da Alemanha. Outros dois lugares frequentados por ele foram Düsseldorf e Frankfurt. O paciente teria apresentado erupções cutâneas, que é um dos sintomas característicos da doença.

A varíola de macacos tem como sintomas iniciais, febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, linfonodos inchados, calafrios e exaustão. Esses sintomas podem desaparecer entre 14 e 21 dias após a infecção, mas há a possibilidade de casos mais graves.

Estados Unidos

Nos Estados Unidos, foi confirmado o primeiro caso de varíola dos macacos em um homem que viajou recentemente para o Canadá, segundo as autoridades de saúde do estado de Massachusetts. O paciente está internado em uma sala de isolamento e em condição estável. De acordo com a CNN, a diretora médica do Centro de Tratamento de Patógenos Emergentes e Especiais, Erica Shenoy, disse que o homem contraiu a cepa da varíola na África Ocidental.

A varíola dos macacos é uma infecção considerada rara. A maior parte das pessoas infectadas se recuperam em semanas, segundo o NHS (sistema público de saúde do Reino Unido, o SUS britânico). O vírus é transmitido de animais para humanos, normalmente pelo contato com roedores ou exposição a gotículas exaladas por indivíduos infectados.

Publicidade

“Até agora, a varíola do macaco foi relatada em 11 países que normalmente não têm a doença. A OMS está trabalhando com esses países e outros para expandir a vigilância e fornecer orientações.
Existem cerca de 80 casos confirmados e 50 investigações pendentes. Mais provável de ser relatado.”