Rússia não conseguiu dividir o Ocidente, diz conselheiro da Casa Branca

A Rússia tinha três objetivos invadindo o país vizinho: “subjugar a Ucrânia, aumentar o poder e prestígio próprio e dividir o Ocidente, falhou em todos disse Jake Sullivan

Rússia não conseguiu dividir o Ocidente, diz conselheiro da Casa Branca
O conselheiro ainda disse que Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, irá para a Europa nesta quarta-feira (23) (Créditos: Alex Wong/Getty Images)

Jake Sullivan, conselheiro de Segurança da Casa Branca, disse me uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (22) que a Rússia “falhou” em seus objetivos com a guerra que trava contra a Ucrânia, que na data de hoje, chega no seu 27º dia.

Publicidade

De acordo com o funcionário do governo dos Estados Unidos, a Rússia tinha três objetivos invadindo o país vizinho: “subjugar a Ucrânia, aumentar o poder e prestígio próprio e dividir o Ocidente. A Rússia falhou nesses três objetivos e conseguiu o contrário”.

Sullivan afirmou que, por mais que a destruição feita pela guerra, os ucranianos não querem se render e têm demonstrado força contra os ataques da Rússia e que os aliados da Ucrânia, como a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), têm se organizado de maneira mais próxima.

O conselheiro ainda disse que Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, irá para a Europa nesta quarta-feira (23). “A viagem do presidente Biden terá ainda mais ações, ele fará parte da cúpula da Otan, reunião com o G7 e falará com 27 líderes europeus”, falou.

Ele também disse que Biden “poderá coordenar a próxima fase de auxílio à Ucrânia” e terá compromissos na Polônia, um dos principais países que acolhem os refugiados da Ucrânia. De acordo com o funcionário do governo, Biden “visitará tropas da Otan, se encontrará com o presidente da Polônia e falará com a ajuda humanitária”.

Publicidade

“A viagem se concentra em continuar a unir o mundo em apoio ao povo ucraniano (…) mas não há planos de viajar para a Ucrânia”, disse o porta-voz da Casa Branca. Biden viajará para a Polônia na sexta-feira após a cúpula da Otan em Bruxelas para discutir a crise na Ucrânia.”

Publicidade