"ataque cruel"

Suspeito de ataque em shopping na Dinamarca tem histórico de problemas mentais, informa a polícia

O caso aconteceu neste domingo (3), deixando três pessoas mortas e quatro feridas. O homem responsável pelo crime deve comparecer ao tribunal nesta segunda-feira (4).

Suspeito de ataque em shopping na Dinamarca tem histórico de problemas mentais, informa a polícia
Registros do momento em que ocorreu o ataque no shopping center na Dinamarca (Crédito: Reprodução/ Redes Sociais)
A polícia da Dinamarca informou nesta segunda-feira (4), que o jovem de 22 anos que realizou um ataque em um shopping center de Copenhague, na Dinamarca, e atirou em várias pessoas, tem problemas de saúde mental. Ainda segundo a polícia, não há evidências que o ataque a tiros tenha sido um “ato de terrorismo”. Segundo o inspetor-chefe  Soren Thomassen, o suspeito provavelmente agiu sozinho.
O caso aconteceu neste domingo (3), deixando três pessoas mortas e quatro feridas. O homem responsável pelo crime deve comparecer ao tribunal nesta segunda-feira (4). Os mortos são dois adolescentes dinamarqueses de 17 anos e um russo de 47. Segundo a polícia, os feridos estão em estado grave de saúde, porém estáveis.
“Várias pessoas são baleadas em um shopping center em Copenhague, na Dinamarca.”

Após o ataque no shopping, a primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, discursou sobre o ocorrido. De acordo com ela, o país sofreu um “ataque cruel”. “É incompreensível. De partir o coração. Sem sentido. Nossa bela e geralmente tão segura capital foi alterada em uma fração de segundo“, disse.
O cantor Harry Styles ia se apresentar em uma casa de show a menos de 1,6km do shopping. O show do britânico estava marcado para às 20h no horário local, porém, o evento foi cancelado devido a proximidade ao shopping. A Casa Real informou que o evento no sul da Dinamarca, marcado para comemorar o fim das três primeiras etapas da corrida de ciclismo do Tour de France, também foi cancelado.



Publicidade