Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, morre aos 50 anos

Taylor foi encontrado morto nesta sexta (25), no hotel em Bogotá onde a banda se hospedava. O Foo Fighters se apresentaria no país nesta sexta

taylor-hawkins-baterista-do-foo-fighters-morreu-de-overdose
(Crédito: Rich Fury/Getty Images)

O baterista da banda Foo Fighters, Taylor Hawkins, morreu nesta sexta-feira (25) aos 50 anos. A notícia foi divulgada nas redes sociais do grupo. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Publicidade

Segundo informações da emissora colombiana Caracol, Taylor foi encontrado morto nesta sexta-feira (25), no hotel em Bogotá onde a banda se hospedava. O Foo Fighters se apresentaria no no festival colombiano Estéreo Picnic nesta sexta.

De acordo com o próprio evento colombiano, o Foo Fighters cancelou o resto da turnê sul-americana. A banda tocaria no Lollapalooza Brasil no domingo (27).

“A família Foo Fighters está devastada pela trágica e prematura perda de nosso amado Taylor Hawkins”, escreveu o grupo no Twitter. “Seu espírito musical e riso contagiante vão viver conosco para sempre. Nossos corações vão a sua mulher, filhos e família, e pedimos que sua privacidade seja tratada com o máximo de respeito nesse tempo de dificuldade inimaginável”, completou a nota.

Trajetória na música

Taylor Hawkins entrou no grupo liderado por Dave Grohl em 1997, depois de dois anos atuando como baterista de Alanis Morissette. Ele substituiu William Goldsmith, que pediu demissão após um desentendimento com Grohl.

Precisando de um baterista, Dave Grohl pediu a Hawkins que recomendasse um substituto, e foi surpreendido quando o músico se ofereceu. Apesar de se juntar aos demais algum tempo depois da formação do Foo Fighters, com os anos ele se tornou uma parte fundamental do conjunto, participando de todos os álbuns desde então.

Show do Foo Fighters no Maracanã, em 25/02/2018 (Crédito: Arquivo/Perfil Brasil)

Publicidade