Bombardeio

Ucrânia ataca região ocupada pela Rússia e deixa sete mortos

Nesta segunda-feira (11), o governo da Ucrânia já havia revelado os planos para reconquistar áreas ocupadas pela Rússia, no sul e no leste do país.

ucrania-ataca-regiao-ocupada-pela-russia-e-deixa-sete-mortos
O conflito entre Rússia e Ucrânia teve início em fevereiro deste ano (Créditos: John Moore/Getty Images)

Em tentativa de recuperar seus territórios, a Ucrânia atacou nesta terça-feira (12) a região de Kherson, no sul dos país, atualmente sob o domínio da Rússia. O  bombardeio da Ucrânia deixou ao menos sete mortos e quase 60 pessoas ficaram feridas, de acordo com as forças de ocupação de Moscou.

Publicidade

Nesta segunda-feira (11), o governo da Ucrânia já havia revelado os planos para reconquistar áreas ocupadas pela Rússia, no sul e no leste do país. Para as ações de contraofensiva, são utilizadas armas e equipamentos fornecidos pelos Estados Unidos e por países europeus.

A vice-comandante da administração das forças de ocupação russa em Kherson, Ekaterina Gubareve, confirmou a estimativa de sete mortos e acusou as forças ucranianas de utilizarem o sistema americano de lançadores de foguetes múltiplos HIMARS. A Ucrânia não comentou o número de sete mortos, mas afirmou que atacou alvos militares em Nova Kakhovka.

“Está claro que foi um ataque deliberado, violento e cínico com mísseis de alta precisão. Aqui não há alvos militares (…) armazéns foram atingidos, assim como lojas, uma farmácia, postos de gasolina e até uma igreja”,  disse Vladimir Leontiev, comandante da administração cívico-militar instalada pelos russos na região de Kherson.

“Dezenas de casas foram atingidas (…) estamos retirando as pessoas dos escombros”, declarou Leontiev. “É uma tragédia terrível. O número de vítimas vai aumentar porque a magnitude dos danos é enorme”.

Publicidade

Publicidade