CORRUPÇÃO NO PARAGUAI

Vice-presidente do Paraguai renuncia após acusações de corrupção dos EUA

Velázquez retirou sua filiação ao Partido Colorado após acusações.

Vice do Paraguai, acusado de corrupção pelos EUA, desiste de renúncia
O político está proibido de entrar nos EUA (Créditos: Reprodução/Redes sociais)

O vice-presidente do Paraguai, Hugo Velázquez, anunciou sua renuncia ao cargo nesta sexta-feira (12) após ser acusado de corrupção pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos. Velázquez está vetado de poder entrar nos EUA.

Publicidade

O político foi incluído, junto com o assessor jurídico da hidrelétrica Entidade Binacional Yacyretá, Juan Carlos Duarte, na lista de sanções por corrupção significativa do departamento norte-americano.

A decisão de colocar Velázquez e Juan Carlos na lista foi divulgada no Twitter pelo secretário de Estado dos Estados Unidos, Anthony Blinken. “Hoje o Departamento de Estado designou o vice presidente paraguaio, Hugo Velázquez, e seu associado, Juan Carlos Duarte, como inelegíveis para entrar nos EUA por envolvimento em corrupção significativa”, escreveu.

O crime de corrupção do qual o vice-presidente do Paraguai está sendo acusado é de subornar um funcionário público para impedir uma investigação contra si, Juan Carlos Duarte teria sido seu cúmplice no crime.

O embaixador norte-americano no Paraguai, Marc Ostfield, retweetou a publicação de Blinken e acrescentou “Seguiremos trabalhando com Marito Abdo (presidente do país) e seu governo contra a corrupção e impunidade a tempo de promover o crescimento econômico de ambos os países.”

Publicidade

Publicidade