AUDIÊNCIA

WikiLeaks posta foto de Julian Assange em avião com destino às Ilhas Marianas do Norte

Um acordo com a Justiça dos Estados Unidos retirou o australiano, fundador do WikiLeaks, da prisão nessa segunda-feira (24). Ele é acusado de vazar milhares de documentos confidenciais americanos

WikiLeaks posta foto de Julian Assange em avião com destino às Ilhas Marianas do Norte
Julian Assange dentro do avião – Crédito: Reprodução/X/@wikileaks

O WikiLeaks divulgou foto em seu perfil na rede social X de Julian Assange dentro de um avião com destino às Ilhas Marianas do Norte, no Oceano Pacífico. A imagem foi registrada depois que o ativista foi libertado da prisão no Reino Unido.

Publicidade

“Aproximando-se de Bangkok para reabastecimento. Mais perto da liberdade”, informa a legenda da postagem. Veja abaixo:

Publicidade

Um acordo com a Justiça dos Estados Unidos (EUA) retirou Assange, que é o fundador do WikiLeaks, da prisão nessa segunda-feira (24). Ele é acusado de vazar milhares de documentos confidenciais dos EUA e estava preso desde 2019 em Londres, capital do Reino Unido.

Assange está indo para as Ilhas Marianas do Norte, um território que pertence aos EUA, para se apresentar à Justiça americana.

Acordo de Assange e os EUA

O acordo prevê que Assange se declare culpado nesta semana por violar a lei de espionagem dos EUA, de acordo com documento emitido pela Justiça estadunidense. Ele assumirá, portanto, uma acusação criminal de conspiração para obter e divulgar documentos classificados de defesa nacional dos EUA.

Publicidade

A audiência perante a justiça nas Ilhas Marianas do Norte será às 20h de terça-feira (25), no horário de Brasília.

Quem é o que fez Julian Assange?

Julian Assange é australiano e tem 52 anos. Ele ficou mundialmente conhecido por fundar um grupo de ativistas chamado WikiLeaks, em 2006. Nos anos seguintes, a organização vazou cerca de 700 mil documentos classificados dos Estados Unidos, o que causou irritação e apreensão nas autoridades norte-americanas.

Diante disso, Assange enfrentou várias acusações e chegou a ficar sete anos asilado na embaixada do Equador em Londres, antes de ser preso.

Publicidade

 

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.