FAKE NEWS

Alexandre de Moraes manda canal no Telegram excluir fake news sobre Ciro Gomes

Vídeo mostra conversa falsa entre o pré-candidato do PDT e chefe de facção.

moraes-atendeu-a-pedido-de-randolfe-para-quebrar-sigilo-bancario-de-empresarios-bolsonaristas
Alexandre de Moraes (Créditos: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Alexandre de Moraes acatou o pedido do PDT ao TSE para determinar a remoção do ar de vídeo que espalhava fake news sobre o pré-candidato à presidência Ciro Gomes. Vídeo estava transitando em canal de apoiadores do Presidente Jair Bolsonaro (PL) no Telegram.

Publicidade

O conteúdo do vídeo consistia numa ‘conversa’ criada através da colagem de áudios pertencentes à membros de facções criminosas coletados pela Polícia Federal e fragmentos tirados de contexto de uma entrevista dada por Ciro Gomes em 2019.

O PDT enviou um pedido ao TSE para que o vídeo fosse removido do ar. O ministro Alexandre de Moraes determinou multa de R$10 mil para cada dia que o conteúdo, caracterizado como fake news, permanecer sem ser excluído.

Trata-se, assim, de veiculação de fato sabidamente inverídico, com a aparente finalidade de vincular a figura do pré-candidato a membros de organização criminosa, o que, em tese, configura propaganda eleitoral negativa“, escreveu Moraes.

Publicidade