preocupação no PT

Ataque de Dilma a Temer pode implodir apoio do MDB a Lula

A ex-presidente divulgou nota em que chama Temer de “golpista” e “traidor”.

Dilma diz que Temer não engana mais ninguém
(Crédito: Reprodução)

De acordo com  o blog da Andreia Sadi,  lideranças do MDB e do PT estiveram reunidos em conversas avançadas mas, nos últimos dias, a negociação foi prejudicada após a ex-presidente Dilma Rousseff reagir a uma declaração de Michel Temer. Ele afirmou que “Dilma era honestíssima”.

Publicidade

A petista, então, se posicionou publicamente ao dizer que Temer tenta limpar sua “inconteste condição de golpista“, referindo-se ao impeachment.

“Finalmente, relembro que a História não perdoa a prática da traição. O senhor Michel Temer não engana mais ninguém. O que se conhece dele é mais que suficiente para evitá-lo, razão pela qual não pretendo mais debater com este senhor”.

Apesar de petistas e emedebistas admitirem, reservadamente, que a declaração de Dilma atrapalhou as conversas entre os dois partidos, Temer afirmou ao blog que a dificuldade na aliança é anterior à reação da ex-presidente Dilma, já que “pelo que tem ouvido do partido”- acha difícil o apoio do MDB a Lula no primeiro turno.

Publicidade

“Pelo que tenho ouvido, o partido quer seguir com candidatura própria, não vejo condições para o apoio no primeiro turno”. Vale lembrar que o  MDB tem como candidata a senadora Simone Tebet, que deve ser homologada como candidata no próximo dia 27.  Parte do MDB acredita que a convenção vá ser judicializada pela ala lulista do partido, que tem entre os integrantes o senador Renan Calheiros.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Publicidade

Uma publicação compartilhada por Michel Temer (@micheltemer)

Publicidade