campanha eleitoral

A três dias das eleições, mais de 1,3 mil candidaturas gastaram mais do que arrecadaram

O maior saldo negativo foi registrado entre os candidatos a deputado estadual, chegando a R$ 43 milhões.

confira-a-agenda-dos-candidatos-a-presidencia-para-esta-sexta-30-9
A eleição acontece neste domingo, 2 de outubro (Créditos: Divulgação/TSE)

Mais de 1,3 mil candidatos já gastaram mais do que arrecadaram nessas eleições, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral, atualizados até esta quarta-feira (28). Até então, o saldo negativo chega a cerca de R$ 120 milhões.

Publicidade

O maior saldo negativo foi registrado entre os candidatos a deputado estadual, chegando a R$ 43 milhões. Em sequência, os que concorrem a deputado federal, com R$ 37 milhões.

Os candidatos à Presidência da República, Felipe d’Avila (Novo) e Pablo Marçal (Pros), que teve sua candidatura barrada pelo TSE, também apresentam saldo negativo até o momento. Enquanto d’Avila registra saldo negativo de R$ 302 mil, o de Marçal é negativo em R$ 114 mil.

Entre os candidatos a governador com saldo negativo está o Cláudio Casto (PL), atual governador e candidato à reeleição pelo Rio de Janeiro. Castro gastou cerca de R$15,2 milhões até o momento, enquanto suas receitas totalizam cerca de R$ 12,6 milhões.

A assessoria do candidato Cláudio Castro informou que “há previsão de despesas contratadas que somam R$ 15 milhões até o momento, valor que será arrecadado junto aos partidos que apoiam a campanha do governador” e que, portanto, “não há diferença a ser paga”.

Publicidade

Em São Paulo, o candidato à reeleição do governo, Rodrigo Garcia (PSDB), apresenta, até agora, saldo negativo de cerca de R$ 488 mil. Também em São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), tem R$ 758 mil em saldo de campanha negativo.

A partir das 9h desta quinta-feira (29/9), os convidados internacionais que acompanharão as Eleições Gerais 2022 participarão de extensa programação no @TSEjusbr. Acompanhe ao vivo a abertura do evento: https://t.co/AGKC3rxu5g 🖥 pic.twitter.com/ZUTX4g8D6h

— TSE (@TSEjusbr) September 29, 2022

Publicidade