bicentenário da independência

O 7 de setembro dos candidatos à presidência

Lula usou todo o tempo do seu programa de TV desta terça-feira para falar do assunto, enquanto Bolsonaro aparece chamando as “famílias brasileiras” para irem às ruas nos atos de quarta-feira.

pesquio-7-de-setembro-dos-candidatos-a-presidenciaa-quaest-em-minas-gerais-aponta-que-lula-tem-42-e-bolsonaro-33
Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro (Créditos: Getty Images)

Na véspera do 7 de setembro, as campanhas do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) divulgaram propagandas eleitorais em que disputam a representatividade da data.

Publicidade

O candidato do PT  dedicou todo o tempo do seu programa de TV desta terça-feira para falar do assunto, enquanto o atual chefe do Palácio do Planalto aparece em inserções conclamando as “famílias brasileiras” para irem às ruas nos atos de quarta-feira.

Mais cedo, durante reunião com representantes dos partidos que o apoiam, Lula já havia tecido críticas ao presidente por conta do Dia da Independência , afirmando que a data estaria sendo “usurpada do povo brasileiro”. Durante o discurso, o petista também ressaltou aos aliados que “não é preciso ter vergonha de dizer que quer vencer a eleição no primeiro turno”.

De um lado temos um candidato que está no cargo tentando utilizar a máquina pública, inclusive agora usurpando o 7 de setembro do povo brasileiro para ser uma coisa pessoal dele. Tratando o 7 de setembro como se fosse uma coisa dele, quando, na verdade, é a comemoração de uma festa de interesse de 215 milhões de brasileiros, porque afinal de contas é a independência do nosso país”, disse o petista.

Já a campanha de Bolsonaro publicou uma inserção curta em que ele anuncia que estará em atos em Brasília e em Copacabana, no Rio de Janeiro, para celebrar a data. O presidente conclama as pessoas a irem às ruas e enfatiza que irão celebrar o “nosso” Brasil, sem fazer referências a seu adversário nas eleições.

Publicidade

Nesse sete de setembro eu convido as famílias brasileiras a irem às ruas comemorar os 200 anos da nossa independência. Em paz e harmonia vamos saudar a nossa independência. Compareçam, a festa é nossa, do nosso brasil da nossa bandeira verde e amarela”, afirma Bolsonaro.

Publicidade

Já os candidatos Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB) marcaram para esta quarta agendas de campanha em locais históricos com referências à efeméride. O pedetista estará em Ouro Preto (MG), cidade marco da Inconfidência Mineira. Já a emedebista irá a uma fazenda no interior de São Paulo por onde passou dom Pedro I.