TRÉGUA

Moraes convida Lula e Bolsonaro para sua posse no TSE

Ex-presidentes da República também foram convidados. Até o momento, só Temer, Sarney e Bolsonaro confirmaram presença.

Presença de Lula ainda é indefinida devido ao petista já ter evento marcado em São Paulo (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Alexandre de Moraes, atual ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), irá assumir a presidência do Tribunal na próxima terça-feira (16) e convidou o ex-presidente Lula (PT) e o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) para a cerimônia. Outros líderes anteriores do Executivo também foram convidados.

Publicidade

Moraes foi pessoalmente entregar o convite a Bolsonaro. O gesto ocorreu após uma aparente trégua entre os dois nomes. Nessa quarta-feira (10), Bolsonaro havia dado uma camiseta do Corinthians (time de Moraes) durante reunião no Planalto. Em resposta, Moraes atendeu às mensagens de aliados do presidente de que ele gostaria de ir em sua posse, mas gostaria de ser convidado pessoalmente.

Publicidade

Nesse clima de aparente paz, Bolsonaro confirmou sua presença na cerimônia.

O ex-presidente Michel Temer (MDB) também foi convidado e confirmou sua presença na posse. José Sarney (MDB) seguiu o mesmo caminho.

Embora tenha sido convidado, o ex-presidente Lula ainda não sinalizou se irá ou não. Na mesma terça-feira será o dia em que o TSE  passa a permitir propagandas eleitorais e passeatas e Lula tem agenda marcada.

Publicidade

Dilma Roussef (PT), que acusa Temer de ter aplicado golpe em seu mandato, ainda não confirmou se atenderá ao convite. Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Fernando Collor de Mello (PTB) também não se manifestaram sobre sua presença.