tribunal eleitoral

Moraes toma posse nesta terça-feira (16) como presidente do TSE

A cerimônia deve contar com a presença de convidados e autoridades dos Três Poderes da República.

moraes-toma-posse-nesta-terca-feira-16-como-presidente-do-tse
Alexandre de Moraes (Crédito: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, tomará posse nesta terça-feira (16) como novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na mesma cerimônia, marcada para as 19h, o também Ricardo Lewandowski assumirá como vice-presidente.

Publicidade

Os dois ministros foram eleitos para os cargos no dia 14 de junho. Eles serão responsáveis por conduzir as Eleições Gerais de 2022. Nos últimos seis meses, o TSE foi presidido pelo ministro Edson Fachin.

A cerimônia deve contar com a presença de convidados e autoridades dos Três Poderes da República e poderá ser acompanhada pelos profissionais de imprensa que se credenciaram previamente.

Quem deve comparecer?

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi informado nesta segunda-feira (15) de que o ex-presidente Lula da Silva (PT) vai comparecer à posse do ministro Alexandre de Moraes como presidente da Corte. A equipe responsável pela segurança do petista já agendou uma visita ao TSE para organizar a visita do ex-presidente.

O atual presidente Jair Bolsonaro (PL), adversário político de Lula na corrida pelo Planalto, também confirmou na semana passada que irá comparecer ao evento. Caso se concretize a ida dos dois a cerimônia, a posse de Moraes no TSE deve ser o 1º encontro de Bolsonaro e Lula na disputa eleitoral.

Publicidade

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) também informou ao TSE que irá ao evento. Assim como Simone Tebet, candidata do MDB à Presidência. Outros ex-presidentes como José Sarney (MDB), Fernando Collor (PTB) e Michel Temer (MDB) também devem comparecer ao evento.

O envio de convites a mandatários do Palácio do Planalto para a posse de um presidente da Justiça Eleitoral costuma ser praxe.

Publicidade