Adrilles Jorge é investigado pelo MP após saudação nazista

A Jovem Pan demitiu nesta quarta-feira (9) o comentarista após a repercussão do caso

adrilles-jorge-e-investigado-pelo-mp-apos-saudacao-nazista
Adrilles Jorge, comentarista da Jovem Pan, durante transmissão do programa ”Opinião” nesta terça-feira (8). (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) informou nesta quarta-feira (9) que abriu uma investigação contra o comentarista político Adrilles Jorge.

Publicidade

Instaurada pelo Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais e de Inteligência (Gecradi), a investigação ocorre após Adrilles fazer uma saudação nazista durante sua participação em um programa da Jovem Pan.

Segundo o MP, Adrilles “encerrou um programa na Jovem Pan com uma saudação nazista, o que em tese contraria os dispositivos da Lei 7.716/89”.

A lei citada pelo MP define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, e afirma que é crime “fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo“.

A Jovem Pan demitiu nesta quarta-feira (9) o comentarista Adrilles Jorge após a repercussão do caso. Na ocasião, Adrilles comentava o caso do apresentador Monark, que defendeu criação de partido nazista.

Publicidade

Nas redes sociais, Adrilles confirmou a demissão e afirmou que os espectadores ‘deturparam’ um ‘tchau’. “Fui demitido da Jovem Pan. Por dar um tchau deturpado por canceladores. Infelizmente a pressão de uma turba canceladora e sua sanha de sangue surtiram efeito. Agradeço a Jovem Pan pela oportunidade e a todos os amigos que lá conquistei e que em mim confiam e apoiam”, disse Adrilles.

Publicidade