mortes na vila cruzeiro

Fachin vê com ‘muita preocupação’ operação policial no Rio

A operação, realizada na terça-feira (24), é a segunda mais letal da história do RJ. Até o momento, 25 suspeitos morreram e 6 ficaram feridos.

fachin-diz-ao-ministerio-da-defesa-ter-elevada-consideracao-pelas-forcas-armadas
Ministro do Supremo, Edson Fachin (Crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O Supremo Tribunal Federal (STF) informou nesta quarta-feira (25) que o ministro Edson Fachin conversou com o procurador de Justiça do Rio de Janeiro, Luciano de Oliveira Mattos de Souza, e manifestou “muita preocupação” com a operação policial na Vila Cruzeiro, zona norte do Rio, que levou à morte de 25 pessoas.

Publicidade

A operação, que ocorreu nesta terça-feira (24), tinha como objetivo prender chefes do Comando Vermelho de diferentes Estados. Os criminosos estariam escondidos na Vila Cruzeiro, de onde comandariam o crime organizado. Ninguém foi preso durante a ação policial.

A manifestação de Fachin sobre a operação ocorre porque o ministro é relator de uma ação que determinou ao governo do Rio de Janeiro a elaboração de um plano de redução da letalidade policial em operações no estado. “Ao procurador, o ministro demonstrou muita preocupação com a notícia de mais uma ação policial com índice tão alto de letalidade na data de ontem”, informou o STF.

“Mas Fachin informou que soube da pronta atuação do Ministério Público e que tem confiança de que a decisão do STF será cumprida, com a investigação de todas as circunstâncias da referida operação”, acrescentou o Supremo.

 

Publicidade