Ministério da Educação

Governo oficializa Victor Godoy como ministro da Educação

No fim de março, ele assumiu a pasta interinamente após a saída do ex-ministro Milton Ribeiro. Em pouco mais de três anos do governo de Jair Bolsonaro, este é o quinto ministro da Educação

governo-oficializa-victor-godoy-como-ministro-da-educacao
Victor Godoy (Créditos: Divulgação/MEC)

O governo publicou nesta segunda-feira (18) a nomeação de Victor Godoy como ministro da Educação no Diário Oficial da União. No fim de março, ele assumiu a pasta interinamente, após a saída do ex-ministro Milton Ribeiro.

Publicidade

Em pouco mais de três anos do governo de Jair Bolsonaro, este é o quinto ministro da Educação. Desde julho de 2020, Victor Godoy exercia o cargo de secretário-executivo da pasta.

A troca no Ministério da Educação (MEC) ocorreu após denúncias de irregularidades na gestão do ex-ministro Milton Ribeiro. Em um áudio divulgado, Ribeiro disse que priorizava repasse de verbas para municípios apontados por pastores. Ele ainda afirmou que fazia isso a pedido do presidente da república, Jair Bolsonaro.

Gilmar Santos e Arilton Moura, os pastores envolvidos na polêmica não possuem cargos no Ministério da Educação. Durante o período da divulgação do áudio, prefeitos de alguns municípios foram a público para relatar que sofreram pedidos de propina dos dois religiosos, de acordo com o portal G1. Segundo os prefeitos, Santos e Moura alegavam que possuíam poder sobre os repasses do MEC.

Victor Godoy possui carreira como auditor federal de finanças e controle da Controladoria-Geral da União (CGU), em que trabalhou de 2004 a 2020. De acordo com seu currículo no site do Ministério da Educação, Godoy é formado em Engenharia de Redes de Comunicação de Dados pela Universidade de Brasília (UnB).

Publicidade

Publicidade