Mendonça toma posse como ministro do STF

André ocupará a vaga do ex-ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou ao completar 75 anos

mendonça-toma-posse-como-ministro-do-stf
André Mendonça durante sabatina no Senado. (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Nesta quinta-feira (16), o ex- ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União, André Mendonça, tomou posse como ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

Publicidade

André ocupará a vaga do ex-ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou ao completar 75 anos.

Mendonça é a segunda indicação do presidente Jair Bolsonaro ao STF. O primeiro foi Kássio Nunes Marques.

A cerimônia de posse ocorreu no plenário do STF e contou com a com participação de algumas autoridades. O presidente Jair Bolsonaro (PL); o procurador-geral da República, Augusto Aras; o ministro da Justiça, Anderson Torres; os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (PSD-MG), respectivamente; e o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) estavam presentes.

Para poderem comparecer ao plenário, todas as autoridades apresentaram o cartão de vacinação ou comprovante de exame RT-PCR negativo feito até 72 horas antes do evento.

Publicidade

O ministro da Justiça, Anderson Torres, chegou ao local sem máscara e foi orientado pela segurança a colocar.

Em breve discurso, Mendonça ressaltou seu compromisso com a democracia e com a justiça brasileira. “Espero contribuir com a Justiça brasileira, com o Supremo Tribunal Federal e ser, ao longo desses anos, um novo servidor e um ministro que ajude a consolidar a democracia e esses valores e garantias e direitos que já estão estabelecidos e que vierem a ser estabelecidos no texto da nossa Constituição”, afirmou André.

O novo ministro também destacou a importância da imprensa. “Vocês são fundamentais para a construção da democracia”, disse.

Publicidade

André afirmou que, após o recesso do fim de ano, irá se dedicar aos processos dos quais será relator.

Publicidade