Ataques à Democracia

Moraes estende prazo de inquérito sobre tornozeleira de Silveira

A Polícia Federal (PF) pediu a prorrogação do prazo para que consiga investigar melhor o caso.

Moraes estende prazo de inquérito sobre tornozeleira de Silveira
O caso tem ganhado notoriedade devido a diversas polêmicas envolvendo o deputado Daniel Silveira (Crédito: Geraldo Magela/Agência Senado)

Nesta segunda-feira (2), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, estendeu o prazo do inquérito a respeito da tornozeleira eletrônica do deputado federal Daniel Silveira (PTB). O processo apura violações no uso da tornozeleira pelo deputado.

Publicidade

A Polícia Federal (PF) pediu a prorrogação do prazo para que consiga investigar melhor o caso. De acordo com a decisão, o prazo do inquérito será estendido por mais 60 dias:

“Considerando a necessidade de prosseguimento das investigações, notadamente no que diz respeito à obtenção dos dados cadastrais dos usuários dos IPs apurados, para que seja possível a apresentação dos locais físicos de onde foram feitos acessos ao sistema da Câmara dos Deputados, nos termos solicitados pela Polícia Federal e previstos no art. 230-C, § 1º, do RISTF, prorrogo por mais 60 (sessenta) dias o presente inquérito. Publique-se. Brasília, 2 de maio de 2022.”

No último domingo (1º de maio), a defesa de Daniel Silveira havia pedido o arquivamento do processo, além de pedir para que seu cliente seja excluído do inquérito que trata sobre questões de fake news que correm no STF.

Daniel, na Câmara dos Deputados, disse a jornalistas, na semana passada, que não estava mais usando a tornozeleira.

Publicidade