Manifestações 1 de maio

Em ato no Rio de Janeiro, Daniel Silveira diz estar armado

O político também elogiou o presidente Jair Bolsonaro e disse que “o Brasil nunca vai sucumbir ao socialismo”.

Em um ato pró-Bolsonaro neste domingo (1) em Copacabana, no Rio de Janeiro, o deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) disse que estava armado.
Daniel Silveira (Créditos: Andressa Anholete/Getty Images)

Em um ato pró-Bolsonaro neste domingo (1) em Copacabana, no Rio de Janeiro, o deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) disse que estava armado.

Publicidade

“Eu ‘tô’ armado e sempre vou estar armado. Quem aqui estiver armado não é bandido não, aqui todo mundo quer se proteger, todo mundo quer ser livre. E é isso que o presidente prega e é isso que o povo brasileiro quer”, declarou Silveira. Além disso, ele elogiou o presidente Jair Bolsonaro e disse que “o Brasil nunca vai sucumbir ao socialismo”.

Mais cedo, no mesmo dia, o deputado também havia discursado em Niterói. Nele, Silveira agradeceu aos apoiadores e ao presidente por seu perdão concedido, declarando que sua prisão foi inconstitucional.

 “Pessoal, durante muito tempo eu fiquei calado. Então, queria agradecer publicamente primeiro o [deputado Carlos] Jordy. Ele esteve comigo o tempo todo, mandando algum emissário, um recado, enquanto eu estive naquela prisão inconstitucional, e ele foi um dos responsáveis pela articulação no Congresso junto com a Carla, Tadeu e outros deputados para que a injustiça fosse desfeita”, afirmou o deputado.

O presidente participou por uma transmissão ao vivo do em ato em favor do governo federal na Avenida Paulista, em São Paulo. “Uma satisfação muito grande nessa manifestação pacífica e todas as demais em defesa da Constituição, da família e da liberdade”, disse Bolsonaro em seu discurso.

Publicidade

Publicidade